segunda-feira, 28 de maio de 2007

Terapia da Polaridade

Integração Psicofísica e Unidade do Ser

Todo ser vivo é tomado por uma energia ou campo eletromagnético que o permeia e o representa em seu campo áurico. Nesse contexto apenas o ser humano é dotado de inteligência, capacidade de compreensão lógica, abstrata e concreta. Sua percepção sensorial e emocional também perfaz esta capacidade inerente apenas ao ser humano.
Somos considerados os seres mais evoluídos de nosso sistema, dotados de uma potencialidade ímpar da qual se quer sabemos utilizar em 20 por cento.
O trabalho de Integração Psicofísica tem como objetivo fazer com que o ser se auto perceba, reconcebendo através de suas sensações corpóreas a totalidade do momento absorvendo-o com o todo do corpo (físico, emocional, espiritual e cinestésico (sentido da percepção de movimento, peso, resistência e posição do corpo, provocado por estímulos do próprio organismo)). Conforme a percepção se desenvolve e ganha mais espaço na vida de cada um de nós, mais seguros e confiantes nos tornamos.
A percepção de que não somos divisíveis e menos ainda pedaços formando um ser é fundamental na escalada do desenvolvimento pessoal. A Unidade do Ser é o fortalecimento do Eu partindo da vivência do todo do qual representamos. A Terapia da Polaridade vem como uma ferramenta fundamental para quem deseja se aprofundar nas Terapias Holísticas e complementares.


Terapia da Polaridade
Conceito:


A Terapia da Polaridade é um método de trabalho holístico que visa a saúde integral do ser, baseia-se nos fundamentos da Medicina Oriental, principalmente nos conceitos da Medicina Ayurvédica. De acordo com o princípio da Polaridade o principal objetivo da técnica é equilibrar as energias mais sutis do organismo para que possam fluir livremente sem obstruções e bloqueios, gerando equilíbrio e saúde. O equilíbrio das energias se dá através do equilíbrio entre as forças energéticas positiva, negativa e neutra que permeiam o Ser. O papel do terapeuta é através do conhecimento da polaridade que se estabelece no corpo prover o equilíbrio entre os pólos e restabelecer o fluxo energético das linhas sutis do corpo.

Histórico:

Dr. Randolph Stone, médico e osteopáta nascido na Áustria emigrou para os Estados Unidos em sua primeira infância. Ainda jovem interessou-se pelas artes curativas naturais seguindo como propósito em suas pesquisas por toda a sua vida acadêmica. Dr. Stone queria ir além da ciência tradicional, queria ensinamentos que pudessem enriquecer sua ânsia de entender o Ser Humano como um ser integrado em suas várias esferas: física, orgânica, mental, emocional e espiritual, uma vez que a visão mecanicista não o satisfazia. Resolveu aprofundar seus estudos no Extremo Oriente concentrando-se na China e na Índia. Viajou por vários anos explorando a fundo os conceitos da medicina Ayurvédica e da filosofia iogue da Índia., Dr. Stone conseguiu estabelecer um elo entre as filosofias oriental e ocidental desenvolvendo um sistema de toque terapêutico baseado na compreensão dos chakras, dos elementos e nas correntes pulsantes que correm através deles. Criou um método de desintoxicação alimentar e exercícios para desobstrução de energia.
Seu trabalho foi amplamente divulgado e reconhecido sendo muito utilizado por médicos, psicólogos, fisioterapeutas, bioterapeutas e osteopatas do mundo todo.

O Princípio da Polaridade:


Assim como a terra e o sol têm pólos magnéticos norte e sul, também nossos corpos os têm. De fato, tudo o que fica na parte de cima do planeta tem uma carga positiva(+) e uma carga negativa(-) na base. Os padrões de polaridade no corpo seguem os princípios eletromagnéticos encontrados por toda a Natureza.
- a parte alta do corpo tem carga positiva
- a parte dos pés tem carga negativa
- o lado direito do corpo tem carga positiva
- o lado esquerdo do corpo tem carga negativa.

Quando os pólos positivo e negativo de magnetos são postos juntos, há uma corrente de atração entre eles. Igualmente, a energia de polaridade é dirigida magneticamente ao longo de uma das linhas de força existentes no corpo sutil para alinhar e restabelecer as polaridades vitais do corpo.
Sendo assim, o terapeuta de polaridade atua no sentido de restabelecer o fluxo das linhas eletromagnéticas através da aplicação correta entre os pólos estabelecidos no corpo da pessoa utilizando procedimentos adequados com suas mãos que acentuem os fluxos de carga positiva e negativa formando uma corrente eletromagnética necessária para o restabelecimento das energias sutis do corpo.

As Linhas Sutis do Corpo:

Em cada lado do corpo circulam cinco longas correntes verticais de energia. Do lado direito, elas fluem para baixo, pela frente do corpo, e sobem pela parte de trás; do lado esquerdo, elas fluem para cima, pela frente do corpo e descem por trás .
Essas linhas sutis que permeiam o corpo estão ligadas aos chakras (vórtice rodopiante de energia que gira no sentido horário quando visto por trás), ou seja, centros de energia distribuído pelo corpo que alimentam de energia vital glândulas e órgãos correspondentes aos seus locais de atuação. Os chakras geram um fluxo ascendente e um descendente de energia, formando as longas correntes verticais de energia demonstradas na figura ao lado.
Esses chakras funcionam como fonte impulsionadora de energia para a pulsação dos cinco elementos que regem o corpo sutil, pois a qualidade de energia de cada chakra está ligada diretamente a um tipo de elemento que funcionam por sua vez como ponte entre o físico e a mente regendo as expressões físicas das atividades emocionais.

Vale salientar que os elementos e os chakras não atuam isoladamente havendo sempre uma correlação e ligação entre eles.Como por exemplo, o elemento Éter que está presente em tudo pode ser considerado um elemento matriz dos outros elementos.

Segundo o Dr. Stone toda vida é pulsação, movimento. Se não houver movimento não haverá vida.
Seguindo essa premissa compreendemos que todo processo desarmônico pode estar ligado diretamente a bloqueios de energia, ou seja, alteração do fluxo de energia ao longo das linhas sutis, dos chakras e/ou dos elementos. O terapeuta da polaridade através de simples manipulação com impostação de mãos e suave massagem pode restabelecer a ordem harmônica do corpo.

A prática da polaridade pode ser aplicada em qualquer pessoa tomando-se um certo cuidado com as pessoas idosas que devem receber as primeiras sessões da forma mais curta pelo processo de limpeza que a terapia promove, como também o de fazer um acompanhamento mais seguro com pessoas em estados febris e independente de qualquer caso deve proceder de uma anamnese profunda.

Benefícios gerais verificados em meus casos de prática da Terapia da Polaridade:

Durante a sessão: relaxamento da musculatura; alívio de dores em geral; liberação da tensão emocional; tranqüilidade com sensação de paz profunda; reposição de energia vital; disposição.

Após a sessão: limpeza orgânica (pele, urina, intestino e mucos); ativação do sistema circulatório e linfático; melhora na capacidade respiratória; melhora na flexibilidade das articulações e correção postural; sono reparador; tranqüilidade; liberação de bloqueios emocionais; percepção corporal e capacitação emocional; vitalidade e disposição geral; gerenciamento do Estresse.

A Terapia da Polaridade é uma ferramenta de trabalho útil a todo e qualquer profissional em Bioterapia, é de boa aceitação por quase todas as pessoas independente de idade e sexo e especialmente aconselhável para pessoas que sentem dificuldade em receber um toque como o da massagem (não se faz necessário a exposição do corpo nu) para quem tem receio de um contato mais profundo ou para pessoas que por algum motivo não podem receber massagem (alergias, artrites, artroses, osteoporose, intensa tensão emocional).
As sessões duram em média 40 a 45 minutos, devem ser aplicadas em ambiente calmo, limpo, confortável e o terapeuta deve estar centrado, calmo e com disposição física.
Autores citados: A. Siegel e R. Gordon


Uma terapia natural e segura do toque de mãos que promove a cura em todos os níveis.

O Reiki é uma terapia antiga de cura que se acredita ser originário do Tibet (surgindo mais tarde no Japão com o seu nome atual), e só foi introduzido para o Mundo Ocidental em meados dos anos setenta. Desde então o seu uso espalhou-se dramaticamente pelo mundo inteiro e agora centenas de milhares de pessoas o utilizam tanto como processo de auto-cura como em atendimentos profissionais.

O Reiki foi redescoberto por um monge budista chamado Mikao Usui que criou o Sistema Usui de Reiki do qual qualquer pessoa pode acessá-lo desde que passe uma espécie de iniciação onde estará apta para aplicar a energia Reiki.

O “Sistema Usui de Reiki” equilibra e fortifica a energia do corpo, promovendo a capacidade do corpo para se auto-curar. O Reiki é uma energia segura e estimulante que, embora sendo altamente eficaz no domínio de desenvolvimento pessoal e de cura, é ao mesmo tempo sutil e não manipulativa. O tratamento do Reiki implica na colocação das mãos do Reikiano delicadamente no corpo de uma forma passiva. A posição modifica-se de tempo em tempo e o tratamento normal varia de uma hora a quarenta e cinco minutos dependendo do nível a que se encontra o terapeuta. O Reiki não é uma forma de massagem, pois as mãos permanecem paradas, e pode ser aplicado através da roupa. Durante o tratamento a maioria dos pacientes experimenta um suave calor ou formigamento vindo das mãos do terapeuta. É uma das técnicas mais avançadas para o alívio do stress e na melhora da saúde.

Embora seja uma técnica antiga, o Reiki pode ser compreendido através de princípios avançados da física e não é culto ou religião nem depende do sistema de crenças. É utilizado abrangentemente dentro dos campos médicos e paramédicos no mundo inteiro. Enquanto atividade terapêutica pode ser utilizada como parceira em qualquer outro tratamento seja ele holístico ou tradicional, uma vez que não interfere negativamente em outros processos e sim auxilia prontamente na recuperação de qualquer pessoa.

O Reiki atua de forma a eliminar e transformar os bloqueios que por ventura se instalam na vida da pessoa sejam eles da esfera orgânica, emocional, mental e/ou espiritual. Além de todo processo de desintoxicação e liberação do fluxo energético ele promove ativamente o Desenvolvimento Pessoal aumentando os processos criativos, intelectuais e intuitivos, e tem efeito semelhante fisiológico e psicológico no corpo iguais ao da meditação.

O Reiki faz emergir ‘a luz da consciência conteúdos emocionais muitas vezes somatizados ou encouraçados dos quais quando trabalhado junto da psicoterapia são elucidados e mobilizados de forma segura e transformadora. Esses conteúdos quando atuam no entendimento e na mobilização energética corporal são resolvidos de forma mais eficiente por agir de uma maneira mais abrangente não deixando arestas.

Quanto ao tratamento: Inicialmente as três primeiras sessões devem ser aplicadas em três dias seguidos esta é uma forma segura de se aplicar o Reiki como também de proporcionar um maior equilíbrio trazendo a energia do corpo para uma maior estado de harmonia e restabelecendo a função dos órgãos e das glândulas endócrinas afetadas por possíveis desequilíbrios. Nessa fase inicial do tratamento podem ocorrer REAÇÕES CURATIVAS, nas quais o paciente sente uma INTENSIFICAÇÃO DOS SINTOMAS ou tonturas, dores de cabeça, diarréia, vontade de chorar, etc. Se isso ocorrer , é normal e saudável (é a forma como o corpo do paciente está liberando o que nele não estava bem) e deverá passar em doze ou vinte e quatro horas após a aplicação. Aconselha-se que nesse período se evite o consumo exagerado de café, carne vermelha, álcool e outras substâncias nocivas à saúde. É de bom uso a ingestão de pelo menos dois litros de água por dia , alimentar-se de, preferencialmente, alimentos crus como verduras, legumes e frutas da estação, utilizar banhos relaxantes e dormir no mínimo por sete horas ao dia.

A atuação do Reiki no corpo da pessoa é determinada pelo próprio paciente, uma vez que a energia Reiki independe da vontade em si do terapeuta e não é uma energia prestes a ser manipulada, portanto a direção e quantidade de energia são comandadas por quem a recebe, ou seja pela vontade interior de quem a procura. O terapeuta apenas tem a função de canalizar e passar a energia para a pessoa não interferindo no tratamento, como também não é afetado por possíveis descargas do paciente, pois encontra-se protegido pelo Reiki.. O Reiki é uma energia inteligente e transformadora porém, não dispensa e tão pouco substitui tratamento médico, psicológico ou outros, mas pode complementa-los com grande eficácia.

O progresso do tratamento irá espaçando as sessões semanais pós-iniciais em mensais até que o paciente consiga manter sozinho um padrão de energia harmônico possível de mantê-lo equilibrado até mesmo no seu maior desafio que foi a queixa principal de tratamento.



Essências Harmonizadoras:


Se denominam “Remédios Florais de Bach”a série de 38 infusões naturais extraídas de flores silvestres da região de Gales, Grã Bretanha, cujas propriedades curativas foram descobertas pelo médico EDWARD BACH entre os anos 1926 e 1934.

Estas infusões de flores atuam sobre os estados emocionais dos homens, animais e sobre as propriedades vitais das plantas. Segundo Bach, a enfermidade é o resultado de um desequilíbrio emocional, que se produz no campo eletromagnético do ser e que se persistir, provocará uma enfermidade no corpo físico. O agente curativo, portanto, deverá atuar sobre as causas e não sobre os efeitos, o qual irá corrigir, sem agredir, o desajuste emocional no campo energético. Cada flor, vai agir desbloqueando ou “suturando”as lesões do desequilíbrio, diminuindo sua ação na medida em que o equilíbrio for se recuperando.

Esses remédios figuram hoje em dia entre os sistemas médicos reconhecidos e recomendados pela ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE, uma vez que não contém contra indicação de espécie alguma. Quando se prescreve um remédio erroneamente não causará danos, já que a vibração da flor não atuará se a emoção correspondente estiver em harmonia, além do que , a medicação não provoca efeitos colaterais.
As pessoas que fazem uso dos florais coincidem em afirmar que, além da melhora comportamental segundo o quadro que apresentavam, se sentem mais livres, independentes e com maior capacidade para ação no mundo.
Nos casos da associação psicoterápica com os florais é utilíssimo, porque ao atuar no plano energético provocam modificações que apontam material inestimável para a tarefa psicoterápica auxiliando e acelerando no processo de melhora do indivíduo.

A Terapia Floral pode abordar inúmeros aspectos emocionais atuando em suas dificuldades e proporcionando acima de tudo auto-percepção e auto-conhecimento, atributo fundamental para quem deseja se transformar; é preciso se conhecer e se reconhecer para poder se modificar. Além disso, ela funciona como um processo suave de limpeza orgânica, uma vez que as emoções podem ser somatizadas no físico. A Terapia Floral é muito colaboradora no sentido de desenvolvimento espiritual, ou seja, na busca do verdadeiro Eu à partir da verdadeira Essência. Os remédios atuam entre as três horas e as oito semanas de haverem sido administrados. Os casos agudos ou os mais leves são, naturalmente, os que mais se beneficiam. Os casos crônicos como em todas as medicinas, requerem um tratamento prolongado, já que, o que em muito temos se forma, necessita de tempo para se modificar.

Para este tratamento se requerem duas qualidades: - paciência e constância. Pode-se prescrever uma essência por vez, ou uma composição de florais que normalmente devem ser administrados por terapeutas habilitados. Qualquer pessoa de qualquer idade pode se beneficiar dos florais.

Filosofia do Dr. Edward Bach:



Para o Dr. Edward Bach o importante era tratar a personalidade da pessoa e não a doença. A doença seria o resultado do conflito da alma (Eu Superior - a parte mais perfeita do Ser) e da personalidade (Eu Inferior - o que nós somos, no nosso dia-a-dia). Ele dizia: "O sofrimento é mensageiro de uma lição, a alma envia a doença para nos corrigir e nos colocar no nosso caminho novamente. O mal nada mais é do que o bem fora do lugar".
Origem das doenças é proveniente de sete defeitos do homem: Orgulho, Crueldade, Ódio, Egoísmo, Ignorância, Instabilidade Mental, Cobiça e Gula .
São sete os caminhos do equilíbrio emocional: Paz, Esperança, Alegria, Fé, Certeza, Sabedoria e Amor .

Seu conceito de saúde era: harmonia, integração, individualidade e integridade. O importante seria que a alma e a personalidade estejam em perfeita sintonia através do equilíbrio emocional. As essências Florais de Bach tratariam a pessoa e não a doença: a causa e não o efeito.
Sistemas Florais:

Existem no mundo atual centenas de sistemas florais sintonizados por brasileiros e estrangeiros, todos com o mesmo objetivo de proporcionarem aos seres vivos saúde e harmonia através da elevação do padrão vibratório.

O segundo sistema a ser sintonizado após nosso grande percursor Bach foi o sistema da Califórnia.
A
Flower Essence Society (FES) é uma organização internacional de terapeutas e estudantes de florais que pesquisa essências de flores do estado norte-americano da Califórnia. Foi fundada por Richard Katz em 1979, e atualmente é dirigida por Patrícia Kaminski
.
O centro de produção de essências e de realização de cursos de Patrícia e Richard se localiza em Terra Flora, perto de Nevada City, no sopé de
Sierra Nevada, Califórnia/EUA
.
As
flores
são colhidas no ápice de sua floração em habitats silvestres, ou jardins orgânicos, pois é no momento da floração que a planta manifesta a sua mais elevada expressão.

No Brasil existem diversos sistemas como o de Minas do Breno Marques e o Sistema Saint Germain sintonizado por Neide Margonari que segundo a própria sintonizadora essas sagradas flores divinamente energizadas nos chegam neste tempo para nos redimir, nos purificar, nos proteger e nos elevar a planos mais elevados de consciência.
A tríade de sistemas Bach, Califórnia e Saint Germain atuam no ser em seus diversos universos agindo na consciência, no comportamento e na espiritualidade, essa tríade aliada ‘a Psicoterapia promove efeitos transformadores e mobilizadores tanto no processo terapêutico em si quanto e, principalmente, na vida da pessoa em processo de harmonia.